Quem é o personagem de Harry Styles em Eternos?

Denis Le Senechal Klimiuc  - 18 de novembro 2021 ás 12h00

Se existe algo que a Marvel acostumou seus espectadores é a quantidade de revelações que aconteceram em suas cenas pós-créditos. Não é à toa que hoje todo filme com cara de franquia faça as pessoas ficarem até o fim, tendo algo a mostrar ou não. É assim, então, que um dos prováveis futuros personagens mais carismáticos da Fase 4 do MCU surgiu na primeira cena após o fim de Eternos (2021): Eros (Harry Styles). Sim, você leu certo: o cantor camaleônico dos palcos deu seus primeiros passos no mundo dos super-heróis e, olha, seu personagem é um tanto quanto surpreendente.

A partir de agora, caso ainda não tenha assistido ao filme ou não queira saber nada mais, é hora de parar a leitura. Chegou a hora dos SPOILERS.

Nada mais justo do que dizer que a escalação para o personagem foi certeira, e desde 2019 circulam notícias sobre o cantor entrar como o tal Eros. Porém, muito mais do que uma participação especial, ele traz consigo um repertório enorme que envolve perfeitamente a premissa que Kevin Feige, o presidente do estúdio e a mão por trás de todos os filmes, desde o primeiro, até este vigésimo sexto, comandado por Chloé Zhao.

Eros é ninguém menos que irmão de Thanos (Josh Brolin), o Titã Louco responsável por eliminar metade do universo, cujos planos foram por água abaixo por conta dos Vingadores. Porém, depois que todos ressurgiram, o que foi chamado de Blip, o otimismo deu lugar ao caos. Foram cinco anos entre um ato e outro, e o reaparecimento de todos fez de tudo quanto é canto algo despreparado para retomar a quantidade de criaturas, o que causou desequilíbrio e resultou nos acontecimentos de Eternos.

Reprodução/Marvel Comics

Como Eros pode se envolver com tudo isso?

Por causa da bagunça instaurada, os novos heróis apresentados estão em busca de outros Eternos e, quer saber, não precisaram ir muito longe. Quando alguns deles está no Domo, a nave supercool, um portal revela a chegada de um duende (ou seria leprechaun?), que anuncia a entrada do todo-poderoso Eros. Sim, ele é um Eterno, e na curta cena revela que os demais amigos daqueles que remanesceram estão com graves problemas com Arishem (David Kaye), mas que ele pode ajudá-los. Em seguida, flerta rapidamente com Thena (Angelina Jolie), e isso é o suficiente para quem o conhece dos quadrinhos reconhecer o potencial perigo que todos estão envolvidos.

Isso porque Eros tem o poder de controlar as emoções de quem está à sua volta, sobretudo as ligadas ao prazer. Isso o torna, como o próprio nome diz, um potencial Don Juan da Marvel, o que talvez seja a preferência da empresa, ao invés de trazer as contradições das HQs por não estarem de acordo com o politicamente correto da Disney. Será? Bom, Eternos é o filme mais corajoso do selo, então talvez esteja na hora de amadurecer um pouco mais os seus filmes. Caso isso aconteça, saiba que Eros se relacionou com praticamente todas as heroínas de seu universo.

Aliás, existe uma HQ em que ele é acusado de assédio sexual por uma mulher, dizendo que ele a manipulou para levá-la à cama. O problema é que sua advogada é a She-Hulk, que também começa a desconfiar que o mesmo possa ter acontecido consigo, e vai atrás de Eros enquanto ele tenta escapar da Terra. Resultado: ele apanha. Por isso, agora você entende como a escalação de alguém reconhecidamente sedutor seja tão importante – e por que não começar o flerte com ninguém menos que Angelina Jolie, não é mesmo?

Reprodução/Marvel Comics

Mas o Eros é alguma coisa mais do que Don Juan da Marvel?

Sim. Para começar, ele cresceu com o irmão mais velho, na boa e velha Titã, apresentada ao espectador em Vingadores: Guerra Infinita (2018). Porém, a aparência de Thanos sempre foi considerado motivo de vergonha para a família, e seus pais o tratavam de forma bem diferente; ele tinha o que chamavam de Síndrome de Deviante, uma anomalia que o relegou à solidão, deixando Eron ainda mais cheio de si. Eron? Pois é, esse é o nome original do sedutor, mas seus pais perceberam o tamanho de sua lascívia e decidiram renomeá-lo com o mesmo título do deus do amor.

De criação de Jim Starlin, sua primeira aparição foi em 1973, na HQ Iron Man #55. Assim como o irmão, ele é um Eterno (sim, Thanos também é), e sua raça foi criada pelos Celestiais há milhões de anos, como bem apresenta o filme com Gemma Chan e Richard Madden. Em uma das HQs, porém, Eros é o responsável por derrotar Thanos, então cabe saber quais serão os planos do MCU agora que o Titã Louco está morto (duas vezes). Mas é nessa mesma linha temporal que ele parte em uma viagem curiosa pelo universo, em busca de um local onde pudesse ter mais prazer. É assim que ele descobre a Terra e, em consequência, os Vingadores.

Como você sabe, existem diversas linhas temporais nas HQs, e aparentemente o MCU vai explorá-las cada vez mais. Porém, nessa em que Eros conhece os Vingadores, ele passa a fazer parte do grupo por um tempo, mas seu nome é mudado para Starfox, algo mais heroico e menos lascivo. Isso desperta uma curiosidade enorme a partir de agora: será que ele integrará o grupo nessa Fase 4? Será que se envolverá com alguém a ponto de atrapalhar tudo com seus poderes e seus desejos sempre altos? Será que Harry Styles vai dar conta do recado? Difícil saber, mas a aposta em cima do cantor e ator é alta, e ele não parece ser o tipo que entra apenas para ficar em uma cena pós-crédito. Com certeza vem trazer muito mais problemas do que soluções, mas, talvez esteja na hora do MCU ter essa sacudida.