Os heróis que roubaram a cena e viraram líderes de popularidade

Tiago Minervino  - 28 de junho 2021 ás 14h00

Entra ano, sai ano e a única certeza que existe é o que os filmes de super-heróis continuam sendo destaque nas telonas. Já há algum tempo, porém, os personagens mais queridos dos quadrinhos têm brilhado, também, nas plataformas de streaming, com produções de enorme sucesso e que só fazem aumentar o índice de popularidade desses personagens tão emblemáticos e ao mesmo tempo idolatrados.

Dos clássicos a novidades como The Boys e WandaVision, os fãs desse gênero não têm do que reclamar e, pelo contrário, a lista de possibilidades é cada vez mais crescente. Confira:

Os Sete (The Boys)

Fonte: Reprodução/Amazon Prime

Criação de Garth Ennis e Darick Robertson para os quadrinhos, The Boys é um divisor de águas quando o assunto é produção audiovisual do universo de pessoas dotadas com superpoderes.

Lançada pela Amazon Prime, a série virou um fenômeno ao trazer temas relevantes do mundo. O grupo dos Sete (maior grupo de heróis do universo da série) tem feito inúmeros fãs em vários países, mesmo que não sejam exemplos tão heroicos quanto outros nesta lista.

Feiticeira Escarlate e Visão (WandaVision)

Fonte: Reprodução/Marvel Studios

Um dos maiores fenômenos do ano até o momento, a série do Disney+ tem deixado os internautas intrigados com os próximos passos a serem tomados pela Marvel, ao mesmo tempo em que a Feiticeira Escarlate obtém êxito ao ganhar destaque entre os nerds mundo a fora.

A série baseada no relacionamento entre a Feiticeira Escarlate e o Visão, que tentam levar uma vida normal em uma cidade cheia de mistérios, virou um fenômeno de audiência.

Mulher-Maravilha

Fonte: Reprodução/Warner Bros.

Criada em 1941 por William Moulton Marston, a Princesa das Amazonas nasceu no contexto da Segunda Guerra Mundial, e tinha como intuito se firmar como um símbolo da força feminina, embora em suas primeiras histórias nos quadrinhos a heroína tenha sido, não raro, oprimida pelo machismo.

A Mulher-Maravilha se consagrou como uma das personagens mais queridas pelos fãs de HQs e, recentemente, a heroína voltou a brilhar nas telonas ao ser interpretada pela atriz Gal Gadot, acumulando novos fãs, sobretudo mulheres.

Viúva Negra

Fonte: Reprodução/Marvel Studios

Personagem emblemática do Universo Cinematográfico da Marvel, a heroína voltou a ser destaque pela expectativa gerada em torno do lançamento do filme solo sobre a vida de Natasha.

Originalmente, o longa seria lançado em 2020, entretanto, a pandemia da Covid-19 adiou os planos e o longa deve estrear em julho de 2021.

Deadpool

Fonte: Reprodução/20th Century Fox

Destaque por ser um personagem bem diferente dos clássicos da Marvel, o anti-herói é um verdadeiro fenômeno e, de longe, um dos mais queridos pelos nerds – seus filmes foram sucesso de bilheteria no Brasil.

O anti-herói se consolidou como um dos nomes mais populares dos amantes de quadrinhos por sua irreverência e por frequentemente derrubar a quarta parede, conversando diretamente com o leitor ou espectador.

Pantera Negra

Fonte: Reprodução/Marvel Studios

Impossível falar em heróis líderes de popularidade na atualidade e não citar o rei de Wakanda. Mais uma produção da Marvel, Pantera Negra se destacou por sua importância quando o assunto é representatividade e por destacar o conceito de afrofuturismo.

Com um segundo filme já confirmado, apesar da morte de Chadwick Boseman, Pantera Negra foi o primeiro longa de herói indicado ao Oscar e se tornou referência para milhões de pessoas.

Capitão América

Fonte: Reprodução/Marvel Studios

A popularidade do Capitão América continua, sim, em alta. Uma passeada pelas ruas e não é muito difícil identificar fãs do Sentinela da Liberdade.

Criado em 1940 pela dupla Joe Simon e Jack Kirby no contexto da Segunda Grande Guerra, a origem do Capitão América alude a um tema bastante recorrente hoje em dia: como a ciência pode modificar e melhorar o ser humano.

Homem de Ferro

Fonte: Reprodução/Marvel Studios

Impossível falar em herói líder de popularidade e não citar Tony Stark, não é mesmo? Criação do icônico Stan Lee com Jack Kirby, em 1963, o Homem de Ferro nasceu no contexto da Guerra Fria. Característico por sua armadura que lhe confere superpoderes, Tony Stark ganha vida nos cinemas na ótima interpretação de Robert Downey Jr. O bilionário filantropo é um dos campeões de bilheteria desde que deu início ao Universo Cinematográfico Marvel, em 2008.

Homem-Aranha

Fonte: Reprodução/Marvel Studios

Homem-Aranha é imbatível quando o quesito é popularidade. Mais uma criação de Stan Lee e, mesmo com tantos filmes já lançados e vários HQs, ele continua sendo extremamente relevante e movimentando cifras milionárias para a Marvel.

O Cabeça de Teia ganhou a simpatia do público por ser um super-herói que enfrenta dificuldades, tanto na vida civil quanto na carreira como vigilante pelas ruas de Nova York.

Demolidor

Fonte: Reprodução/Netflix

Outra criação de Stan Lee, o Demolidor virou fenômeno de público por causa de uma produção da Netflix. O herói cego da Marvel também representa a importância da inclusão de pessoas com deficiência nas animações dos heróis. Quando criança, Matt Murdock, o Demolidor, foi atingido nos olhos por um produto químico que o deixou cego.