Mas, afinal, quem é Tom Clancy?

Fernando Giovanetti  - 04 de abril 2022 ás 12h00

Os fãs de jogos de tiro, principalmente aqueles que a acompanham com entusiasmo os lançamentos da Ubisoft, com certeza já notaram um padrão em diversos títulos do game: o nome de Tom Clancy, que acompanha as franquias Rainbow Six, Ghost Recon, Splinter Cell e diversos outros jogos do estilo desenvolvido pela empresa.

E por isso, muitas pessoas ficam na dúvida, será que se trata de um agente secreto? Um herói de guerra? Um criador de jogos? Para dar somente um aperitivo da história que vem logo abaixo, Tom Clancy, entre outras coisas foi, acredite se quiser, um corretor de imóveis.

Abaixo, você irá descobrir a verdadeira resposta para a pergunta: quem é Tom Clancy?

Primeiramente, é preciso reformular a pergunta: Quem foi Tom Clancy, já que a personalidade nos deixou em 2013, aos 66 anos.

Antes do sucesso

Thomas Leo Clancy Jr. nasceu em 12 de abril de 1947 em Baltimore, Maryland – nos Estados Unidos e lá, inclusive, estudou literatura inglesa na universidade. Durante este período se interessou pelo militarismo e tentou ingressar no Corpo de Treinamento de Oficiais da Reserva do Exército, mas seu alto grau de miopia fez com que não fosse aprovado.

E desta forma, após concluir seus estudos, Tom foi trabalhar como corretor imobiliário para o pai de sua esposa, Wanda Thomas King, e posteriormente comprou a companhia. E foi neste emprego, que Clancy decidiu investir em outra paixão: a literatura.

Escritor de meio período

Em suas horas vagas, Tom escrevia, e ainda neste período – mais especificamente em 1984 –, finalizou seu primeiro livro, um romance militar (ou Techno-thriller, como ficou conhecido seu estilo e que viria a ser sua marca registrada como escritor): A Caçada ao Outubro Vermelho.

Lançado oficialmente dois anos depois, o livro entrou na lista dos mais vendidos do The New York Times, elogiado, inclusive, pelo então presidente americano Ronald Reagan, além de inspirar jogos virtuais e de tabuleiro, e com isso, vendeu mais de 300 mil cópias.

Cena do filme A Caçada ao Outubro Vermelho, estrelado por Sean Connery (Reprodução/Paramount)

Um escritor de sucesso

Com o sucesso de seu primeiro livro, Clancy passou a se dedicar ainda mais às suas criações, entre elas Red Storm Rising, onde projeta um cenário de guerra causado pelas relações entre EUA e URSS, e Jogos Patrióticos – onde criou seu famoso personagem, o ex-agente da CIA Jack Ryan, e que em 1994 se tornou filme, estrelado por Harrison Ford.

Trailer de Jogos Patrioticos, com Harrison Ford

De cabeça nos games: A criação da Red Storm Entertainment

Em 1996, com diversos livros entre os best-sellers, transformados em filmes e jogos, o então escritor decide se aventurar no ramo dos games e cria a Red Storm Entertainment, para, além de jogos baseado em suas histórias consagradas, criar novas narrativas para o público gamer, que vinha crescendo cada vez mais, e claro, serviu de motivação para continuar a produzir novos livros.

Trailer de Politika

O primeiro game foi Politika, um jogo de estratégia para PC, no melhor estilo War/Risk, mas sem muito sucesso. Mas foi em 1998 que essa história mudou definitivamente: chega as prateleiras um jogo de tiro em primeira pessoa que revolucionaria o gênero — Tom Clancy’s Rainbow Six, baseado em seu livro de mesmo nome, que também originou a continuação, Rogue Spear.

Rainbow Six, jogo de 1998 (Reprodução/Ubisoft)

Red Storm é comprada pela Ubisoft

E foi em 2000 que a companhia foi adquirida pela Ubisoft, e Tom passaria a ser um consultor de luxo, já que seu nome foi tão fortemente vinculado aos jogos que continuariam a levar seu nome (e como bem sabemos, isso perdura até hoje – oito anos após sua morte).

Um pouco mais de Tom Clancy

  • O gênero Techno-thriller, no qual ele é considerado o “pai” do estilo, mescla ação, aventura militar, ficção de espionagem e científica com realismo social e riquíssimo em detalhes técnicos.
  • O autor está ligado a direita conservadora, tendo doado US$ para o partido republicano entre 1994 e 2006, além de ter sido um crítico a administração de George W. Bush e do secretário de defesa Donald Rumsfeld. Entretanto, a marca Tom Clancy busca certa neutralidade, ao variar as temáticas de suas histórias com muita carga ficcional.
  • Apesar de não ter se envolvido diretamente com o exército, suas obras ganharam a atenção de políticos ligados ao militarismo, como Colin Powell, ex-secretário dos EUA e Ronald Reagan, que ainda indicou seus livros a Margaret Thatcher, também graças a sua ficção histórica, onde projeta diversos cenários futuros através de acontecimentos atuais.
  • O escritor já apareceu em um episódio de Os Simpsons, Diatribe of a Mad Housewife (S15E10).
Tom Clancy em Os Simpsons (Reprodução/Fox)
  • Oito longas e um curta foram feitos derivados das produções em que esteve envolvido, que conta com 36 livros e 40 jogos virtuais.
  • Jack Ryan já foi interpretado por Alec Baldwin, Harrison Ford, Ben Affleck, Chris Pine, John Krasinski, enquanto John Clark – seu segundo personagem mais famoso, que também presente em diversos romances – já ganhou vida através de Willem Dafoe, Liev Schreiber e Michael B. Jordan.
  • Clancy, junto de um grupo de investidores, certa vez compraram um time de Baseball, o Baltimore Orioles onde foi Vice-Presidente das Atividades Comunitárias e dos Comitês de Relações Públicas.

E você, já conhecia a história de Tom Clancy? Se sim, aposto que algum de seus amigos não! Por isso, não se esqueça de compartilhar este artigo com eles.