Doug Bowser, presidente da Nintendo, critica postura da Activision

Fernando Giovanetti  - 24 de novembro 2021 ás 13h00

O presidente da Nintendo of America, Doug Bowser, se uniu aos colegas de cargo Jim Ryan e Phil Spencer  (PlayStation e  Xbox – respectivamente) para criticar a postura de Bobby Kotick, CEO da Activision Blizzard – que vem sofrendo pressão, também, de acionistas.

Tudo isso ocorreu após uma matéria do The Wall Street Journal apontar que Kotick estava ciente dos casos de assédio sexual que vinham acontecendo dentro da companhia e nada fez a respeito.

De acordo com uma reportagem da Fanbyte e que, posteriormente, foi confirmada pelo próprio Doug Bowser, ele enviou um e-mail aos colaboradores alegando que as ações da Blizzard vão em direções contrárias à política da Nintendo, que está revendo o relacionamento com a empresa liderada por Kotick.

Assim como todos vocês, eu estou acompanhando todos os últimos desenvolvimentos com a Activision Blizzard e as contínuas reportagens de assédio sexual e toxicidade dentro da companhia (…) “Acredito que esses relatos sejam preocupantes e perturbadores. Eles vão contra meus valores, assim como as crenças, valores e políticas da Nintendo.

O homem forte da Nintendo ainda diz que representantes estão “em contato com a Activision, tomamos ação e estamos estudando outras”.

O e-mail ainda cita a ESA (Entertainment Software Association), lobby da indústria de jogos eletrônicos situada nos EUA do qual a Nintendo e Activision Blizzard fazem parte. Entretanto, ainda não se sabe exatamente quais são as ações citadas.