Disney poderá usar nome Star+ após acordo com Starz

Tiago Minervino  - 11 de agosto 2021 ás 13h00

A Disney e a Lionsgate, conglomerado que detém os direitos sobre o canal pago Starz, entraram em acordo e colocaram fim em um processo que visava proibir a gigante norte-americana de usar o nome Star+ em seu novo serviço de streaming, que chegará ao Brasil em 31 de agosto.

Anteriormente, a Lionsgate havia conseguido uma liminar na justiça contra o lançamento da Star+ por ter nome muito similar à plataforma Starzplay, já atuante no mercado brasileiro, o que poderia causar confusão no público, segundo alegou a empresa.

No entanto, o processo chegou ao fim no Tribunal de Justiça de São Paulo, após a Disney oferecer o pagamento de R$ 50 milhões à Starz. Agora, a dona do Mickey Mouse poderá lançar sua nova plataforma no Brasil sem nenhum impedimento.

Com previsão de lançamento para 31 de agosto, o streaming do Star+ terá, principalmente, conteúdos do grupo Fox, com destaque para o canal pago FX, além de materiais esportivos da ESPN. Até o momento, a Disney não revelou o preço que será cobrado pela serviço.