Campanha para salvar museu do Studio Ghibli atinge meta em 10 minutos

Fernando Giovanetti  - 19 de julho 2021 ás 18h00

Com a brusca queda em suas receitas devido à Covid-19, o Museu do Studio Ghibli, no Japão, vem enfrentando problemas financeiros, e com isso, o local não têm conseguido suprir os gastos com manutenção. Pensando nisso, a cidade de Mitaka, onde está localizado o museu, realizou um financiamento coletivo para ajudar a salvar as instalações, em 15 de julho.

A ação, que visava arrecadar 10 milhões de ienes (o equivalente a aproximadamente US$ 91 mil ou R$ 480 mil), foi divulgada no site Furusato Choice e surpreendeu a todos ao atingir sua meta em 10 minutos. Em pouco tempo o valor solicitado já havia dobrado.

Com a campanha ainda ativa e as doações que não param, o valor excedente será entregue à Fundação Cultural Memorial Tokuma para Animação, organização que supervisiona o museu e é liderada pelo próprio Hayao Miyazaki.

Quem doar, poderá ter abatimentos em impostos, conforme a lei japonesa. Desta forma, as doações só estão abertas para os residentes no país. Aos que fizerem um donativo acima de 5 mil ienes ainda receberão um cartão postal de agradecimento.

O museu do Studio Ghibli se encontra na cidade de Mitaka, Tóquio, Japão. No local é possível encontrar exposições, réplicas gigantes, storyboards e o processo de animação, além da venda de lanchinhos temáticos e colecionáveis.