Após polêmicas e cancelamento, Globo de Ouro anuncia mudanças

Tiago Minervino  - 02 de julho 2021 ás 13h00

Uma das premiações de cinema e TV mais importante do mundo, o Globo de Ouro anunciou algumas mudanças para suas próximas edições que permitirão que filmes de língua estrangeira e de animação possam concorrer nas categorias principais da cerimônia.

Organizado pela Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood (HFPA, da sigla em inglês), a partir da próxima edição, filmes de língua não-inglesa e animações terão o direito de concorrer nas categorias de “Melhor Filme”, “Melhor Drama” e “Melhor Comédia ou Musical”. Além disso, a partir de agora a categoria de “Melhor Filme Estrangeiro” passará a ser chamada de “Melhor Filme de Língua Não-Inglesa”.

As mudanças ocorrem em um momento em que a cerimônia do Globo de Ouro vem sofrendo uma série de críticas que, inclusive, levou a emissora NBC a cancelar a edição de 2022. Entre as críticas, estão questões relacionadas a falta de transparência e diversidade.

Na edição deste ano, o Globo de Ouro deixou de fora da categoria de “Melhor Filme” o longa Minari: Em Busca da Felicidade que, embora seja uma produção norte-americana, tem boa parte do longa falado em coreano. No ano anterior, o mesmo havia acontecido com Parasita, outro aclamado filme, mas que foi negligenciado pela premiação.

Em recente comunicado à imprensa, o presidente da HFPA, Ali Sar, disse que eles reexaminaram as diretrizes e, após “ouvir a indústria, decidimos adotar novas abordagens para futuras cerimônias que garantirão que esses filmes recebam a atenção que merecem”. Por fim, ele afirmou que “o idioma não será mais uma barreira para [que o filme] possa ser reconhecido como o melhor”.

Diferente do Oscar, que conta com mais de 9000 membros votantes, o Globo de Ouro é formado por cerca de 90 jornalistas com direito a votar nas categorias.